quinta-feira, 18 de julho de 2013

Kit Maneco Caneco Chapéu de Funil







Luis Hellmeister de Camargo ou simplesmente Luis Camargo é o autor desse quarteto que a partir de 1980 foi sendo lançado. além de escritor, Luís Camargo também é o ilustrador da coleção, pois é formado em artes plásticas. Antes de publicar livros, Luís desenhava peças de teatro. Ele mesmo conta um pouco dessa história em:

Há muito tempo que tinha os os livros Maneco Caneco Chapéu de Funil e Panela de Arroz. Sempre usei com meus alunos. As crianças sempre gostam e demonstram interesse por elas. Os meus são da segunda edição! Velhinhos...

Numa conversa, com minha amiga Lica, conheci os outros dois que pertencem à coleção: Bule de Café e Folia de Feijão. Foi uma conversa engraçada, pois ela me perguntou se eu conhecia Maneco Caneco de um jeito... Como se ela tivesse quase certeza do meu desconhecimento por ser um livro antigo. A surpresa foi ótima quando eu disse que conhecia e possuía! Coisa do além mesmo, coincidência, de amigas! Ah... Isso tudo pela internet, pois a Lica é de Salvador.

Lica fez um kit bem legal do livro Panela de arroz. Como eu gosto muito do Maneco, pois me acompanha um bom tempo, um amigo, resolvi fazer um kit do livro. Ainda teremos que pensar em algo para o café e o feijão!

Maneco Caneco faz parte também da Série Lagarta Pintada e conta a história de um boneco que é formado a partir de objetos de uma cozinha “onde nunca se cozinhava nada”... E cansados de nada fazer os objetos vão indo embora, mas encontram-se, e ao poucos, vão se transformando no Maneco Caneco. Depois de formado, Maneco encontra um armário e vai abrindo portas e descobrindo roupas que vai utilizando para vestir-se. Numa última porta encontra o Leitão leitor que se torna o cavalinho de Maneco. Os dois saem em busca de aventuras.

O texto traz ainda textos de nossa tradição oral: O meu chapéu tem três pontas (que vira... O meu chapéu é um funil...), e Lá na rua 24 a mulher matou um gato. O livro em si já é um barato, cheio de imprevistos e aventuras. Muitas possibilidades de exploração do livro podem ser encontradas. Eu achei algumas e após uma leitura bem caprichada para cativar a criançada podemos lançar mão de materiais que, de forma significativa e integrada, nos ajudarão na alfabetização dos alunos.



O KIT MANECO CANECO CHAPÉU DE FUNIL É COMPOSTO DE UM MATERIAL BEM INTERATIVO:


PALAVRAS QUE FORMAM O TÍTULO DA HISTÓRIA
Muitas vezes a gente não se dá conta que o título das histórias pode se transformar em fonte de informação e reflexão fonológica.



UM BONECO MONTÁVEL
As peças são separadas e o professor pode utilizá-lo no momento da leitura da história montando o boneco à medida que os objetos vão se juntando. Ou pode-se criar outra atividade, em momentos diferentes para a montagem, mas eu prefiro durante a leitura.



NOMES DOS OBJETOS DE COZINHA QUE FORMAM O BONECO
Separadamente as peças representam objetos de cozinha e possuem os respectivos nomes. O professor pode ampliar o repertório de palavras elencando com as crianças outros objetos que não apareceram na história.



ROUPAS UTILIZADAS PELO MANECO COM SEUS NOMES
Também criei as roupas para vestir o Maneco com as fichas de nomes. Assim como os objetos de cozinha também podemos ampliar o repertório com nomes de outras peças. 





Tudo que é bom nunca sai de moda, não é? Espero que tenham gostado! Até a próxima!



6 comentários:

  1. Tá muito lindo esse boneco do Maneco, Ana! Você já tinha me mostrado, mas agora você até vestiu ele!!!!
    Pois é...achei uma fantástica sintonia você conhecer mesmo...e gostar! É livro das antiiiiigas...quando eu era professora, lia para minhas crianças.
    E Panela de Arroz, com suas adivinhas, é um xodó, acho que justo porque era o que mais eu lia naquela época...
    Beijos ao Maneco!

    ResponderExcluir
  2. Oi, Lica,
    Foi bacana a construção! Resolvi fazer umas roupinhas para ele, assim como no livro. Faltou o leitor leitão. Esse merece um joguinho, né?
    Pois é, foi legal mesmo! Mas não vamos comentar muito senão o povo descobre nossa idade! Rsrsrsrs
    Ainda vou fazer o Kit Panela de Arroz! Não sei se nessas férias, mas um dia sai. Também temos que pensar algo para o café e o feijão, né?
    Beijos,
    Ana

    ResponderExcluir
  3. É!!! Muitas coisa a pensar...
    Bjs

    ResponderExcluir
  4. Ana, eu amo esse livro! Li na escola. Passaram alguns anos, por acaso encontrei jogado em uma escola que trabalhei em Salvador. Desde então, todo ano conto para os meus alunos, eles ficam fascinados! Agora com essa sua criatividade não vou mais parar de contar essa história que sou apaixonada!!! Muito obrigada!! Amei!! Eu tenho esse livro há 18 anos, está desgastado mas com o mesmo encantamento!! Beijos!

    ResponderExcluir
  5. Olá Cantinho do Girassol,
    Nossos livros devem ser irmãos de tão velhos, né? Mas... Panela velha também faz comida boa! Eu adoro essa história. Meu livro também é muuuuuuuito velhinho, mas não dispenso uma boa história! E palavras não desgastam, ainda bem.
    Que bom que gostou! Fico feliz! Apareça sempre!
    Bjs,
    Ana

    ResponderExcluir